João Ribeiro Telles faz um balanço muito positivo da sua temporada

João Ribeiro Telles faz um balanço muito positivo da sua temporada e afirma que chega amanhã ao Campo Pequeno "com a maior das ilusões" para triunfar na noite de grande competição com Moura Jr. e Francisco Palha

- João, em jeito de balanço, satisfeito com esta temporada?
- Felizmente tem sido uma época de afirmação absoluta, tive a sorte de triunfar nos sítios importantes e nos dias chave, o que me deixa muito contente.

- Foi também o primeiro ano com presenças de grande sucesso em algumas das mais importantes praças e feiras de Espanha.
- Sim, tive também a oportunidade de me afirmar em algumas das mais importantes feiras taurinas de Espanha, o que foi muito importante. Madrid, Alicante, Gijon, Zamora, Aranjuez, foram feiras importante em que pontuei, acho que foi um salto mais, muito importante, na minha carreira!

- E por cá, quais as corridas que te deixaram melhor recordação?
- Por cá sem dúvida que não esqueço os triunfos e momentos importantes como a corrida de Coruche onde lidei seis toiros, os dois prémios de Beja, as corridas de Santarém, Reguengos, Moura, Alcochete, Montemor, nos Açores e Moita, onde fui distinguido como triunfador da feira, todas elas das feiras mais importantes do nosso calendário,o que me deixa muito contente e moralizado para as últimas, como Lisboa, onde deixei uma espinha entalada na última actuação pois queria triunfar de forma inequívoca e depois Alcácer e Vila Franca, onde quero rematar a temporada como sonho!

- E já amanhã, o regresso ao Campo Pequeno…
- Sem dúvida das corridas mais importantes da temporada, Lisboa… cartel de máxima competição… toiros Pinto Barreiros e o aniversário do Grupo de Lisboa, não podia ser melhor e mais rematado este cartel de amanhã.

- A grande rivalidade Moura-Telles continua ao longo dos tempos e são sem dúvida dois dos grandes triunfadores desta época, mais um grande confronto amanhã…
- Não sou eu que tenho de dizer isso, só tenho de agradecer que o digam, é sinal que há reconhecimento de todo o esforço e trabalho, mas a época ainda não acabou e só no fim se pode falar disso… mas considerarem-me como um dos grandes triunfadores da época é sem dúvida um orgulho. Já há uns anos com os nossos pais isso aconteceu e felizmente hoje em dia passar-se conosco, sentiria-me agradecido por considerarem que faço parte da dupla do momento!

- Uma última questão: tens, finalmente, a quadra sonhada?
- A quadra foi posta por mim e embora sendo cavalos novos, tenho cavalos com muita qualidade, tive a sorte destes quatro ou cinco cavalos estarem a revelar-se estrelas, mas a verdade é que quero sempre mais. Exemplos, o “Gaiato” de ferro Coimbra que ganhou já o prémio de melhor cavalo de toureio, o “Equador” (ferro Grave), que também já foi premiado e sem dúvida os dois do meu ferro, “Gran Duque” e “Glorioso”, cavalos que têm marcado a minha temporada.Tenho também muita esperança no cavalo “Lusco-Fusco”, com ferro Paim, que apesar de ter toureado pouco, penso que tem um grande futuro pela frente. Fora os restantes da quadra que tanto ajudam todos os dias com destaque para o “Ilusionista” (ferro Ortigão Costa), um cavalo que tem marcado a diferença nas praças por onde tem passado. É a sua primeira época e todo o público já o conhece e quase que exige que toureie sempre, mas sou consciente que é tudo muito cedo porque o cavalo é muito novo, que vai no bom caminho, não tenho dúvida, mas não podemos ter pressas… ilusão sim, muita, para triunfar e mostrar isso já amanhã em Lisboa!